NOTÍCIAS

Vereadora sugere implantação de programa de valorização do idoso

A vereadora Gláucia Martins Simões (PMDB) está sugerindo que o Poder Executivo envie à Câmara projeto de valorização do idoso denominado “Vovô sabe tudo”. Segundo ela, a iniciativa foi implantada com sucesso na cidade de Santos e tramita na Câmara Municipal de São Paulo. “O objetivo é a interação entre as gerações e todos saem ganhando, pois, os idosos terão a valorização pessoal, familiar, financeira e pessoal e os mais jovens terão experiência de vida”, disse.

“Este projeto social proporciona aos idosos que participam do programa uma autoestima mais elevada, renda mensal e garantia do exercício de cidadania, oportunizando a eles que, por meio da interação, possam resgatar os valores fundamentais para a sustentação de uma sociedade mais justa, igualitária e consequentemente feliz”, acrescentou. O projeto “Vovô Sabe Tudo” dá aos moradores da terceira idade a oportunidade de fazerem parte novamente do mercado de trabalho. 

Alckmin culpa governo federal por fim de unidade do Hospital de Câncer

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) culpou o governo federal pelo fechamento do Instituto de Prevenção Julia Marzola Faria e da Unidade de Prevenção Célia Coutinho Semeghini, ambas unidades do Hospital de Câncer de Barretos que funcionam em Fernandópolis (SP).

Em nota, o Ministério da Saúde informou que, até o momento, não recebeu nenhum pedido de credenciamento referente à unidade do hospital de Fernandópolis.

O encerramento foi anunciado no início de junho pelo diretor geral, Henrique Prata, afirmando que, sem repasses públicos, não tem como manter os atendimentos a cerca de 1 mil pacientes por dia na instituição.

Alckmin defendeu que o funcionamento das unidades já foi aprovado pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), do governo estadual, que enviou o pedido de credenciamento ao Sistema Único de Saúde (SUS) há um ano. Entretanto, o Ministério da Saúde ainda não se manifestou.

“O governo federal é quem tem que credenciar o hospital para receber o dinheiro do SUS. O Ministério da Saúde alega que não tem dinheiro e não credencia. Mesmo aquela tabelinha pequenininha do SUS, que não cobre nem a metade dos custos, eles pagam”, afirmou.

A declaração ocorreu nesta terça-feira (14), durante a entrega de obras de duplicação da Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326), em Santa Ernestina (SP). Alckmin disse que em três anos o Estado já repassou R$ 178 milhões à Fundação Pio XII, que administra o hospital.

Só em 2016, ainda de acordo com o governador, está previsto o repasse de mais R$ 36,5 milhões – desse total, R$ 16,4 milhões já foram entregues. Alckmin disse que se encontrou com o novo ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), para cobrar o credenciamento das unidades.

“Quem está ajudando é o Estado. São Paulo está arcando com uma conta que nem é do Estado, porque muita gente vem de outros lugares, seis, sete, dez estados diferentes. O hospital está funcionando há vários anos, sem um centavo da área federal”, criticou.

Governador cumpre promessa e entrega duplicação de trecho da Faria Lima

O governador Geraldo Alckmin entregou as obras de duplicação da rodovia Faria Lima (SP-326), localizada entre os municípios de Dobrada e Taquaritinga. Com a finalização do trecho de cerca de 17 quilômetros, o trajeto entre Barretos e São Paulo passa a ser feito totalmente em pista dupla.

O trecho duplicado vai do km 313,25, em Dobrada, ao km 330,5, em Taquaritinga, atravessando os municípios de Santa Ernestina e Guariba. Já os três novos dispositivos estão no km 318,5, que dará acesso à cidade de Santa Ernestina; no km 321,9 para a Usina Bonfim; e no km 327,9, ao município de Guariba. Iniciadas em novembro de 2014, as obras geraram mais de 800 empregos diretos e indiretos.

O trabalho foi feito pela concessionária Triângulo do Sol, com gerenciamento e fiscalização da Artesp.

Fim da era Dunga: treinador é demitido da Seleção

O que começa errado, termina errado. Depois assumir a seleção em 2014, logo após o vexatório sete a um na semifinal da Copa do Mundo, em casa, todo mundo esperava uma revolução no futebol brasileiro, com mudanças, para apagar o péssimo resultado do mundial em casa e trazer de volta o respeito para o pais maios vitorioso do mundo no futebol.

Mas numa patética decisão a CBF ao invés de evoluir andou para trás e trouxe de volta o técnico Dunga, que tinha trabalhado apenas na própria seleção entre 2006 e 2010 (quando foi eliminado pela Holanda na Copa da África e colecionou polemicas graças ao seu temperamento) e no Internacional, onde foi demitido deixando a equipe à beira da zona de rebaixamento do Brasileirão.

A demissão de Dunga em sua segunda passagem pelo escrete canarinho era vista como questão de tempo por especialistas, porque mesmo com a vitórias em amistosos, em sua maioria com seleções de médio porte, em jogos oficiais o desempenho era bem abaixo do esperado.

Com a contratação e a demissão de Dunga a CBF jogou fora dois anos de trabalho, faltando pouco mais de dois anos para a Copa do Mundo da Rússia, o Brasil tem pouquíssimo tempo para entrar novamente nos trilhos e voltar a figurar entre as grandes seleções, voltar a ter o respeito, que se ainda foi perdido totalmente, está bem próximo.

Tite é o nome da vez para assumir essa “bomba”, já deveria ter assumido em 2014 quando teria quatro anos para implantar seu trabalho, mas o conhecimento dos senhores que comandam o futebol é o mesmo que tenho em física quântica.

Senhores de terno que não sabem diferenciar uma bola de um coco da Bahia, que colocam seus interesses acima de tudo. A Seleção Brasileira não é do povo, é da CBF e a chegada de um técnico que todo mundo quer pode mudar isso.

Tomara, se confirmando as previsões, que Tite faça um trabalho espetacular na Seleção. Não pela CBF, não pelo senhor Marco Polo Del Nero e seus comparsas, mas pelo povo brasileiro, um povo que a cada dia vem perdendo o orgulho de ser brasileiro, nem no futebol, nossa maior paixão, rende o orgulho de outrora.

E pelo próprio Tite, um cara idôneo no mundo sujo e fétido do futebol. Que ele não seja só um bombeiro, que trabalhe e traga ao Brasil as alegrias que conquistou pelo Corinthians.

Quando os engravatados da CBF, podiam seguir o caminho de Dunga e seus anões da comissão técnica e cantar “eu vou, eu vou, para casa agora eu vou”.

Inscrições para o Polo da Beleza estão abertas

A Prefeitura Municipal de Colina, por meio do Fundo Social de Solidariedade, informa que as inscrições para os cursos do Polo Regional da Escola de Beleza (Maquiagem, Depilação, Designer de sobrancelhas, Manicure e Assistente de Cabeleireiro); Projeto Padaria Artesanal e Escola de Moda (Corte e Costura), serão realizadas no período de 23 de junho à 1º de julho.

Para se inscrever, é necessário apresentar cópias do RG, CPF e comprovante de residência. As inscrições são gratuitas e as vagas são limitadas.

Os interessados em participar das próximas turmas devem se inscrever na sede do Fundo Social, que está localizada na Rua Antônio Paulo de Miranda, nº. 314, ao lado do prédio da Prefeitura. O atendimento é de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (17) 3341-8211.

Audiobook gratuito apresenta dicas para empreendedores

O cotidiano dos empresários de micro e pequenos negócios no País é repleto de dúvidas: como controlar melhor o caixa? Como se preparar para o 13º salário dos funcionários? Vale a pena investir em marketing? Para auxiliar os empreendedores a encontrar respostas para essas questões, o diretor técnico do Sebrae-SP, Ivan Hussni, lança o audiobook “Empreendedorismo”, uma coletânea com os melhores textos apresentados pelo autor nas rádios CBN e Bandeirantes. Utilizando uma linguagem simples, os capítulos duram cerca de um minuto e vão direto ao ponto, privilegiando a prática e o dia a dia da empresa.

“As orientações são voltadas para empreendedores de qualquer segmento, tanto para aqueles que querem começar a empreender com o pé direito quanto para aqueles que já estão no mercado, mas desejam aprimorar a gestão”, diz Hussni. Atualmente, cerca de 95% das empresas brasileiras são de micro ou pequeno porte. Melhorar os aspectos relacionados à administração, à motivação dos funcionários e ao marketing, entre outros itens, é fundamental para a empresa sobreviver em um momento de recessão econômica. “Não há um momento certo ou errado para empreender. O que importa é saber se o caminho do empreendedor está correto. De nada adianta uma boa ideia mal executada”, diz o autor.

Hussni é natural de Rio Claro (SP) e, como empresário, atua nos setores de alimentação fora do lar, hotelaria e no ramo imobiliário. Formado em administração de empresas pela PUC Campinas e pós-graduado nas áreas de turismo e gerência de cidades, já esteve à frente de secretarias do município de Rio Claro. Também foi vice-presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e diretor da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de SP (ABIH-SP).

 O audiobook “Empreendedorismo” está disponível para download gratuito no portal do Sebrae-SP, no endereço http://sebrae/SP/audiobook_empreendedorismo. Junto com o audiobook, o interessado pode baixar também o e-book com as versões impressas dos textos.

EDIÇÕES ANTERIORES

O seu navegador não é recomendado para uma boa navegação neste site.
Para uma melhor visualização do site atualize-o ou escolha outro navegador.
Saiba mais...
Google ChromeMozilla FirefoxOpera